21/05/2014

O poder das sementes


Chia: oriundas do México, este superalimento era consumido pelos antigos povos da América Central. São ricas em fibras, proteínas, antioxidantes, ómega 3, vitaminas e minerais. Por terem propriedades anti-inflamatórias protegem o sistema imunitário; também ajudam no controlo do peso.
Não necessitam de ser cozinhadas. Misture-as no iogurte, em batidos, nos seus cereais com leite e em saladas.



Sementes de girassol: originárias da América do Norte, os povos indígenas cultivavam girassóis para alimentação. Fonte de ácido oleico, vitamina E e antioxidantes. Também têm outros nutrientes como o magnésio e o selénio. Possuem propriedades que desaceleram o envelhecimento, reduzem o risco de doenças cardiovasculares e o colesterol elevado.
Devem ser consumidas cruas e sem casca. Coloque-as no iogurte, saladas, arroz e refogados.



Linhaça: proveniente do linho, estas sementes são originárias da Ásia. São cheias de fibra e uma fonte generosa de ómega 3 e ómega 6. Para além de ajudarem na prevenção das doenças cardiovasculares, são recomendadas para quem sofre de prisão de ventre. Por terem fitoesteróis e isoflavona, suaviza os sintomas da menopausa e a tensão pré-menstrual.
Duas colheres de sopa por dia são o suficiente. Triture-as e adicione-as a batidos, sumos de frutas e papas de aveia. Pode também misturá-las no seu pão caseiro e na massa da pizza.



Sementes de abóbora: popularmente chamadas de pevides, estão associadas a um bom funcionamento da próstata. As suas propriedades anti-inflamatórias tornam o PH do sangue mais alcalino. São antioxidantes e diuréticas, plenas em vitamina E e C.
Pode ser cozinhadas no forno - durante quinze a vinte minutos - e comidas como um petisco ou misturadas numa salada.


Imagens | Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário