31/12/2014

Janeiro com mais vida ☼


O ano novo é sinónimo de mudança: porque não aproveitar este para abraçar o veganismo?
O desafio é originalmente lançado pelo projecto Veganuary, cuja preocupação primordial é a redução do sofrimento dos animais. O objectivo: ser vegan durante o mês de Janeiro.

Anualmente, mais de cinquenta e oito bilhões de animais são mortos pela sua carne, leite e ovos. Este número não inclui os animais marinhos que são igualmente exterminados para consumo.
Se dividirmos este número pelos doze meses do ano, obteremos algo aproximado a cinco bilhões de animais mortos num único mês: já pensou quantas vidas seriam poupadas se não insistíssemos na sua exploração e abríssemos os olhos para os milhares de alimentos que a Natureza, per si, já oferece-nos?

O blogue apoia o Veganuary, pelo que irei oferecer uma listagem geral para orientar quem está fora do veganismo. Note que ser vegan não é somente rejeitar o consumo de animais: também é boicotar toda a esfera especista existente na sociedade, desde o vestuário, o entretenimento e os produtos testados em animais.
À superfície aparenta ser um passo complexo, moroso e recheado de obstáculos, mas com a informação correcta e força de vontade no coração verá que o veganismo não é uma obrigação e muito menos um sacrifício e sim, alegria, amor e respeito. Não anote mentalmente o veganismo como um muro gigante que impede-o de consumir x ou y: veja-o como uma forma pessoal de refutar a violência contra os outros e como isso torna-o numa pessoa mais compassiva e mais ética.

Adira ao desafio: só precisa de ir ao site da Veganuary e fazer o seu registo.

Postagens gerais:


Alimentação:


Produtos cruelty-free: veja aqui (sempre em actualização) e vá a gocrueltyfree.org e procure pelas marcas de confiança existentes no país em que reside.

Leia mais artigos aqui.

Tem dúvidas, questões ou dilemas? Envie-as para quebra.do.silencio@gmail.com .


Seja vegano
pelos animais,
pelo ambiente,
por si
e pelos outros.


Imagem | Fonte

2 comentários: