20/01/2015

Marina Ruiz-Picasso mobiliza-se contra as touradas

 

A neta do pintor cubista Pablo Picasso, Marina Ruiz-Picasso, junta-se à luta pela abolição das touradas.
Numa carta enviada à FLAC (Fédération des Luttes pour l’Abolition des Corridas), Marina Ruiz-Picasso afirma aceitar com muito prazer a sua integração no Comité de Honra da federação acima referida, bem como realça a importância da protecção dos menores face à visualização dos espectáculos tauromáquicos.


>
<div style=  

Aceito com muito prazer o vosso convite para integrar o Comité de Honra da FLAC. Estou bastante sensibilizada com o sofrimento dos animais. Em relação à tauromaquia, penso que os efeitos cruéis são sentidos pelas crianças. Nós devemos proteger a relação entre os animais e as crianças.
Não esquecerei de juntar-me a vós. Acreditem na minha sincera consideração.
Cordialmente,
Marina Ruiz-Picasso

Aficionado ávido, que bastante transmitiu a sua paixão pela tauromaquia através da pintura, Picasso levava frequentemente a neta para assistir às touradas. Marina Ruiz-Picasso refere-o no seu livro Grand-Père, acrescentando que essas idas desenvolveram nela um trauma que ainda hoje é sentido.
O paralelismo entre a tauromaquia e a agressividade e/ou traumatismo nas crianças é bastante estudado, cujos resultados revelam os efeitos negativos ao expor menores de idade a este tipo de eventos (assunto esse que também escrevi num artigo sobre a influência que a violência com os animais tem no carácter humano). As cicatrizes emocionais de Marina Ruiz-Picasso são uma prova pessoal da incompatibilidade da natureza humana em relação aos espectáculos de cariz violento.


Notícia e imagens via FLAC.

Sem comentários:

Enviar um comentário