14/01/2017

Beleza sem sofrimento: Produtos Miristica


A Miristica é uma loja online com vários produtos de aromaterapia e de cuidados para o cabelo, corpo e rosto. Como o próprio nome indica, não são utilizados quaisquer ingredientes de origem animal e dá-se primazia ao que a Natureza gentilmente oferece. Acreditem, vale a pena espreitar 
No meio de tantas coisas apelativas, lá consegui decidir-me por um batom hidratante, um creme facial e uma esponja Konjac (que muito despertou a minha curiosidade).


Como já referi noutra publicação, os meus lábios são um caso à parte por serem mais secos do que o Sáara: com o frio, então, ficam mais duros do que as vítimas da Medusa. Sozinho este batom não consegue hidratá-los a 100%, mas depois de passar um exfoliante (e como sou preguiçosa comprei um já preparado, o Bubblegum da Lush) a situação fica resolvida e os meus lábios ficam macios e protegidos.
Este batom também é ideal para quem não quer usar uma cor intensa mas pretende realçar o tom natural dos lábios: fica uma camada discreta mas brilhante e com um simpático sabor a laranja que dura um bom tempo. Em suma, estou muito satisfeita e, assim que acabar com ele, com certeza experimentarei o de chocolate :)

Composição: Azeite Extra Virgem macerado com Calêndula, Óleo de Coco, Cera de Arroz, Manteiga de Karité, Óleo de Rícino, Óleo Essencial de Laranja Doce, Óleo Essencial de Bergamota e Mica Vermelha.


Como o hidratante que costumo usar acabou, aproveitei para encomendar este. É designado para pele normal a oleosa e, como não possui agentes químicos agressivos, também pode ser usado em peles sensíveis.
O cheiro pronuncia-se fortemente no pote, mas ao ser aplicado no rosto fica muitíssimo mais suave e bem agradável. A pele fica bastante macia e sem aquele brilho chato que muitas vezes aparece na zona T. Após uma semana a tez ficou mais equilibrada, pelo que me sinto muitíssimo bem com ele. Recomendo-o totalmente para quem tem uma pele problemática.


E finalmente, a esponja Konjac que tantas maravilhas leio sobre e que me deixou intrigada: é proveniente da raiz de uma planta originária do Japão e, de acordo com a descrição dada, limpa a pele em profundidade, remove as impurezas e células mortas, desobstrui os poros e estimula a microcirculação. É indicada para a limpeza do rosto e também pode ser incluída no banho do bebé.
Quando peguei nela pensei Eia, eu podia matar alguém atirando-lhe isto na cabeça porque é muito dura quando está seca. Para ser usada devemos molhá-la gentilmente com água, apertá-la entre as mãos (como se estivéssemos a rezar) e massajar a pele em movimentos circulares. Assim que absorve a água fica logo suave e não arranha a pele, o que a torna numa boa alternativa para quem não se dá bem com os exfoliantes tradicionais.
Uso-a à noite e estou a dar-me extraordinariamente bem com ela. Tenho duas pequenas manchas causadas por umas borbulhas que espremi (ai, o vício maldito) e após uma semana notei que estavam a desaparecer aos poucos (e comigo as manchas demoram um quarto de século a passar). Sinto também a pele mais limpa desde que a adquiri. Há quem a utilize para espalhar o gel de limpeza ou como substituta do mesmo, mas prefiro passar primeiro o cleanser (uso este), enxaguar, utilizar a esponja e finalizar com o hidratante.
Dura três anos se for bem cuidada, o que a torna numa opção económica e ecológica. Não convém espremê-la ou torcê-la, já que isso danifica-a e, depois de ser utilizada, deve-se retirar o excesso de água e pendurá-la num local seco e arejado.


Miristica Biocosmética Vegana

9 comentários:

  1. Eita, que blog maravilhoso! Não conhecia ainda. Vou add aos favoritos. ;)

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia e fiquei curiosa, principalmente por serem contra o sofrimento animal.

    ResponderEliminar
  3. Adorei conhecer a marca. Minha querida, no site das duas marcas que mencionaste no meu blog diz lá em letras bem grandes que não testam em animais. E são marcas certificadas pela PETA. Porque dizem que não? beijinho

    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para uma empresa/marca ser considerada cruelty-free não pode testar em animais e não estar ligada a nenhuma empresa/fornecedor/região que teste em animais ou exija testes em animais. Tanto a Granado como a The Body Shop falham no segundo ponto, já que ambas pertencem a empresas que testam em animais e vendem na China, cujo regulamento obriga a esses testes.

      Pessoalmente não confio nada na PETA porque já encontrei muitos erros nas listas que apresentam, sem contar que são incoerentes: também defendem que um produto só pode ser afirmado como cruelty-free se cumprir os requisitos que mencionei acima mas depois coloca na lista segura marcas pertencentes a empresas que testam e/ou vendem na China. Se fosse a ti não confiava e procurava escrutinar melhor as empresas/marcas.

      Beijinho*

      Eliminar
  4. Olá! :)

    Já leio o teu blogue há algum tempo e graças a ti, realizei uma pequena encomenda com produtos da Miristica. Adorei o conceito e estou "em pulgas" para experimentar.

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apraz-me o teu comentário. Espero que tenhas, assim como eu, uma boa experiência com a Miristica :)

      Beijinho*

      Eliminar
  5. Onde é que se pode adquirir? :)
    Obrigada!

    ResponderEliminar