03/04/2017

Receitas para a Páscoa: Torta cremosa de caju e legumes

Todos os anos, mais de 58 mil milhões de animais são assassinados para consumo humano, sendo que este número não inclui os animais marinhos.

Em datas festivas, especialmente as de cariz religioso, a procura por ingredientes de origem animal aumenta ainda mais: só nos Estados Unidos da América, por exemplo, 67 milhões de perus são mortos para a quadra natalícia. Não é difícil de imaginar, portanto, quantos animais morrem, em todo o mundo, na época da Páscoa e afins.

Não precisamos de perpetuar tradições com sangue para celebrarmos seja o que for: existem refeições muito saborosas, sem crueldade e que fazem jus ao que se está a festejar.
Comemoremos a vida, sim.
Sem mortes.


Com o passar do tempo tenho acumulado receitas que encontro em sites e blogues maravilhosos, tanto para a Páscoa como para o Natal ou para quando bem quisermos, todas elas deliciosas e veganas. Esta torta de pote é da Kathy, do Healthy Happy Life, e promete deixar tudo e todos com água na boca.
Apesar de ter muitos passos a receita não é difícil (e a sua textura rica e cremosa vai compensar todo o trabalho) :)

A receita e as imagens pertencem à autora supracitada.



Para o recheio de vegetais:

3/4 de um copo de ervilhas congeladas;
Uma cenoura grande, cortada aos cubos,
Uma batata pequena, descascada e cortada aos cubos;
Meio copo de grão-de-bico, previamente cozido e escorrido;
Meio copo de cogumelos shitake, laminados.

Especiarias e afins para saltear os vegetais:

Uma colher e meia de chá de azeite;
1/4 de uma colher de chá de sal;
Pimenta preta a gosto;
Pimenta cayenne a gosto (opcional).
Qualquer especiaria seca que desejar.


Para o creme de caju:

Um copo de caldo de legumes;
Dois copos de cajus, previamente demolhados e escorridos;
Uma colher de sopa de vinagre de cidra ou de sumo de limão;
Duas colheres de sopa de pasta de miso;
Uma pitada de pimenta cayenne (opcional).

Utilize sal caso não usar a pasta de miso.


Para a crosta:

Um copo de farinha de trigo branca;
1/4 de um copo de óleo de coco;
1/4 de uma colher de chá de sal;
Uma colher de chá de fermento em pó;
Uma colher de chá de sumo de limão;
4 a 6 colheres de sopa de água;
Um bocadinho de sumo de laranja.

Estas medidas são para um pote de 23 centímetros de diâmetro: caso utilizar um recipiente mais largo necessitará de duplicar a receita para a crosta.



Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Prepare os seus legumes. Reserve.
Coloque a batata numa frigideira funda e cubra-a com água. Deixe ferver e cubra com uma tampa. Reduza o lume e deixe cozinhar até que a batata fique macia (sem perder a sua consistência). Retire-a da água e reserve.
Escorra os cajus (não se esqueça que deve deixá-los de molho durante quatro horas no mínimo) e coloque-os num liquidificador. Acrescente o caldo de legumes, o miso, as especiarias e o vinagre/limão. Pulse, passando de baixa potência para alta até conseguir uma mistura suave e cremosa. Rectifique os sabores se necessário.
Na mesma frigideira que usou para a batata, deixe aquecer o azeite e coloque as cenouras, o grão-de-bico e os cogumelos. Salteie por uns minutos até os legumes perderem algum volume. Em lume médio, acrescente as ervilhas e a batata e continue a saltear até as ervilhas ficarem um pouco mais macias.
Distribua o molho de caju e mexa até todos os legumes ficarem bem revestidos. Aumente o lume e salteie por um ou dois minutos.
Coloque esse preparado no pote/travessa/caçarola onde vai servir o o prato. Reserve.
Numa tigela, misture todos os ingredientes secos para a crosta. Com as mãos, esmague os ingredientes com o óleo de coco e vá acrescentando água (uma colher de sopa de cada vez). Misture sempre que estiver a acrescentar água.
Continue a acrescentar água até conseguir uma massa que ainda dê para amassar mas que já esteja húmida. Nesse ponto só precisa de amassar mais um pouco e estender a massa numa superfície polvilhada com farinha. Pressione-a até ficar suficientemente boa para ser colocada por cima do preparado de vegetais. A massa não precisa de ficar muito perfeita; desde que estenda-a de modo a que cubra todo o preparado do pote, está óptima.
Corte algumas linhas na massa e esprema um pouco de sumo de laranja por cima.
Leve no forno para assar a 180ºC durante quarenta minutos e deixe arrefecer durante vinte minutos antes de servir.


Pode ser guardado no frigorífico durante três dias.

7 comentários:

  1. Parece uma delícia de torta! Seu post me deixou com fome agora hahaha. Parabéns pela postagem, muito bom!

    O Planeta Alternativo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mérito é todo da Kathy e do seu lindíssimo blogue de receitas :)

      Eliminar
  2. Nossa por esse post agora eu fiquei com vontade de comer essa torta, ne vou tentar fazer porque sei que não consigo. kkkkk tenha uma boa semana Mel. abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenta fazer, não é difícil :) Se quiseres podes saltar a parte da crosta e comprar uma massa folhada já pronta (que não tenha nada de origem animal, já agora).

      Eliminar
  3. É tão verdade o que disseste acima!
    Quanto à receita, fiquei com água na boca. Tenho que ir experimentar!!
    Kiss, Mariana Dezolt
    Messy Hair, Don’t Care

    ResponderEliminar
  4. Obrigada linda :)
    As receitas parecem ser deliciosas!

    http://mundodablue.blogspot.pt/

    ResponderEliminar