20/11/2017

5 dicas para explicar o veganismo para as crianças

Adaptado do artigo de Janet Kearney, 12 de Maio de 2017, em Plant Based News


Seja sincera/o

Com isto não se está a dizer para levar a criança a assistir Earthlings e suportar quinze anos de contas de terapia. Diga-lhe que algumas pessoas não vêem os animais da mesma forma que nós, que há muito tempo as pessoas comiam animais como os leões comem as zebras mas que, actualmente, temos supermercados e, por isso, não precisamos de fazer-lhes mal. Em vez disso, somos amigos dos animais e preferimos comer os nossos vegetais preferidos. Explique o que é um ovo ou brinque com isso, de como é nojento comer algo que sai do rabo de uma galinha. Ajude a sua criança a fazer essa ligação com o ovo, para que perceba que produtos vindos de animais também não são comida.


Ajude a fazer a conexão

Se existem adultos que pensam que o leite com chocolate provém de vacas castanhas, não é de espantar que as crianças não correlacionem os produtos de origem animal aos próprios animais, o que normaliza o consumo desses mesmos produtos no quotidiano delas. Se lhe for possível, leve a sua criança para visitar um santuário para que esta conheça os animais. Com este nível de conexão, a criança perceberá que o bife não é somente alguma coisa embalada e que, afinal, existe um nome, uma personalidade e uma entidade por detrás desse tipo de produto.


Conheça o seu público

Explicar o veganismo a uma criança de 4 anos é diferente de fazê-lo a uma criança de 10 anos. Se falássemos a verdade nua e crua às nossas crianças pequenas elas não seriam mais as mesmas no dia seguinte – no mau sentido. O assunto é bastante delicado, pelo que temos de estudar primeiro a melhor maneira de abordá-lo sem ferir susceptibilidades. Por isso, seja gentil e não exponha a verdade duramente. Assim como existe controlo parental no Youtube, o mesmo devemos fazer com as nossas palavras. Algumas crianças são sensíveis e outras não são assim tanto: todavia, o que todas elas têm em comum é que são crianças e não precisam de conhecer totalmente o mundo durante uma certa idade.


Utilize ferramentas

Livros e desenhos são boas ideias. Actualmente existem vários livros que abordam o veganismo para as crianças, tornando a explicação do mesmo muito mais fácil (o que é um alívio para nós, que temos plena consciência da terrível realidade e muitas vezes não sabemos como mostrá-la para os petizes).


Livros em português, indicados para crianças que estão a aprender a ler ou que já sabem ler. Mais informações aqui.


Ruby Roth foi a pioneira na literatura infantil sobre veganismo e direitos dos animais. Infelizmente, os seus livros não estão disponíveis em português, mas encontram-se à venda na WOOK em inglês e francês.

 

Este livro é perfeito para crianças com mais de três anos de idade. Como poderão ver pela imagem GIF, não contém palavras e é interactivo, ilustrando a diferença entre proteger e explorar animais a partir de imagens, ao mesmo tempo que dá importância às cores e formas. Está disponível na WOOK e no Brasil encontra-se à venda na Carochinha Editora.


Apoie incondicionalmente

Salvo raríssimas excepções, vários membros da família comem animais e isso ocasionalmente confundirá e assustará a criança, por ver os seus entes queridos a fazerem algo que, aos olhos dela, é abominável. Tenha isso em conta, já que as palavras que escolher para esclarecer esta situação afectarão a visão que a criança tem sobre a mesma. Explique que cada pessoa aprende e/ou lida com a verdade de forma diferente das restantes, sendo que algumas demoram mais tempo a fazê-lo.


Imagem: Google

Sem comentários:

Enviar um comentário