18/01/2018

Cães & Gatos: Sintomas que não devem ser ignorados



Não é só de amor que vive um animal: a sua saúde também deve ser levada em conta, algo que exige muita responsabilidade da nossa parte.
A Olívia Muniz é veterinária e escreve algumas informações importantes no seu blogue Vinte e Muitos. Na sua publicação mais recente sobre cuidados a ter com os animais, deixou uma lista bastante útil sobre sintomas que não devemos ignorar:

Há muitas pessoas, pelos mais diversos motivos, que não sabem identificar a urgência de uma determinada situação e acabam por deixar o animal em casa durante uns dias, à espera que o problema passe, e quando o trazem finalmente à clínica as recuperações são muito mais lentas e o desfecho por vezes não acaba por ser o melhor, explica ela para frisar a importância do animal receber a ajuda que precisa antes que o problema se agrave ainda mais.

Se o seu animal apresentar algum destes problemas não hesite e leve-o urgentemente a uma clínica/hospital:

• O animal não está a respirar e/ou não tem batimento cardíaco;
• O animal tem dificuldade respiratória ou alguma coisa presa na traqueia;
• O animal está inconsciente;
• O animal está a vomitar/com diarreia há 24h, com ou sem sangue;
• Suspeita que o animal fracturou algum osso;
• O animal teve alguma convulsão;
• O animal está a sangrar dos olhos, nariz, boca ou apresenta sangue na urina ou nas fezes;
• O animal ingeriu alguma toxina ou veneno;
• O animal tem dificuldade ou não consegue urinar;
• O animal demonstra sinais de dor;
• O animal está a isolar-se;
• O animal teve um colapso e não consegue levantar-se;
• O animal, de repente, ficou desorientado;
• O animal está a ficar com o abdómen inchado ou dorido, com ou sem vontade de vomitar;
• O animal está há três ou quatro horas em trabalho de parto e ainda não deu à luz.

Se o cenário ocorrer fora de horas (à noite ou durante a madrugada) e não sabe onde encontrar uma clínica que esteja aberta ou que atenda urgências, ligue para a Saúde Animal 24 e peça-lhes essa informação.

As redes sociais não são um consultório veterinário

Ao procurar ajuda nas redes sociais está a perder tempo precioso: priorize a ajuda física veterinária e dirija-se imediatamente a uma clínica. Ademais, é preferível encontrar informações nos sites dos hospitais veterinários ou em artigos escritos por especialistas em Medicina Veterinária.


Imagem | Google

4 comentários:

  1. Acho que isto é informação muito relevante e que todas as pessoas deviam ter pelo menos noção destes sinais!
    Gostar não é só fazer umas festas e já está

    ResponderEliminar
  2. Tive a oportunidade de ler a publicação da Olívia e, de facto, é importante estarmos atentos aos sintomas que os nossos animais apresentam, para os podermos ajudar da melhor maneira.
    Excelente partilha!

    r: Pois, também é algo que não consigo entender :o

    ResponderEliminar
  3. Post de utilidade pública, Mel! Não sabia disso do Saúde Animal e vou até favoritar aqui, tanto o site como o post. =)

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A linha da Saúde Animal é portuguesa, mas visita o site na mesma: tem muitas informações :)
      Por curiosidade procurei se há alguma linha deste género no Brasil, mas não encontrei nada :\

      Eliminar