08/04/2019

Fotojornalista lança documentário sobre a indústria de peles


The Farm In My Backyard mostra os problemas éticos e ambientais causados pela indústria de peles. O documentário, que dura 16 minutos, foi lançado no dia 4 de Abril.

Desde 2009 que Jo-Anne McArthur denuncia as mais diversas formas de exploração animal através do seu trabalho como fotojornalista. Fundadora do We Animals, foi uma das participantes do The Ghosts In Our Machine, um documentário sobre o abuso e o desrespeito para com os animais em vários pontos do mundo. Com The Farm In My Backyard, McArthur pretende expor os impactos negativos da criação de animais para a produção e comercialização de produtos com peles.

A poluição tomou conta de tudo e os lagos ficaram verdes.

O documentário desenrola-se na Nova Escócia, a segunda província mais pequena do Canadá e com uma fazenda de peles que está a devastar o meio ambiente local. Enquanto os moradores imploram para que a situação seja mudada, o governo continua a apoiar essa fazenda, colocando os seus cidadãos em segundo lugar ao mesmo tempo que despreza a crueldade animal e a degradação ambiental provocada pelas actividades da fazenda.


A fazenda cria e explora martas, também chamadas de minks e visons. Na natureza, chegam a viver até aos 10 anos. São solitárias e vivem em territórios com mais de 10 km².
Nas indústrias de peles são mantidas em gaiolas minúsculas e insalubres, muitas vezes em grupos, até serem mortas com 6 meses. Sendo subaquáticas, no seu habitat natural procuram por cursos de água para satisfazerem as suas necessidades básicas. Nada disso é respeitado neste tipo de indústria.

Assim como os outros animais submetidos a condições artificiais e extremas, as martas exibem sinais de stress severo, como auto-mutilação, andar de um lado para o outro freneticamente e canibalismo.

Numa altura em que a procura por peles verdadeiras está a diminuir, bem como os problemas ambientais são cada vez mais levados a sério, é inconcebível um governo financiar um negócio que está nos antípodas da consciência humana actual. Actualmente, é o que está a acontecer na Nova Escócia e noutras localidades, onde o ambiente, os animais e o bem-estar dos habitantes continuam a ser ignorados.


Fotografia | Jo-Anne McArthur, We Animals

1 comentário:

  1. Como é possível ainda existir tanta gente que "fecha os olhos" a isto?
    Não consigo compreender ...

    A Bella e o Mundo

    ResponderEliminar

Comunicado (27/05/2019): O blogue está parado por tempo indeterminado. Para qualquer dúvida, questão ou assunto relacionado, por favor, escrevam para quebra.do.silencio@gmail.com. Obrigada.